Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Sempre a Correr

Sempre a Correr

Power!

Ando numa correria louca a planear e organizar mil coisas, mas há uma em particular que me está a dar imenso gozo organizar. Possivelmente é a que me dará mais trabalho e mais dores de cabeça, mas vai ser de longe aquela que, se tudo der certo, me vai deixar mais completa e feliz. 

Se me querem ver feliz, reservem "para mim" o dia 31 de Outubro na agenda. 

Vai ser... poderoso!

download (1).jpg

 

 

Pump Up The Jam

Tenho para com o ginásio uma espécie de amor- ódio.

Gosto muito da sensação de "dor boa" depois de um treino puxado. Mas custa-me horrores sair de casa para treinar. A preguiça é um bicho terrível! Dou por mim a arranjar desculpas estapafúrdias para não ir treinar. O que é muito parvo porque acabo por ir... e adoro!

Frequento o Holmes Place há mais de um ano e já tive a fase do Zumba, do Airfit, do PT e agora ando "viciada" nas aulas de Pump. Aquilo faz doer as pernas. E os braços. E os glúteos. E mais uma série de músculos que eu desconheço o nome mas reconheço que os tenho porque me doem! Saio das aulas praticamente de gatas e a implorar misericórdia. Lavar o cabelo depois da aula? Dói! Descer escadas no dia seguinte? É uma tortura. Se deixo de ir? Nem pensar! 

Antes de começar o treino de hoje, após uma paragem de 3 semanas (não perguntem!), disse ao Bruno "Hoje vou carregar! Já tenho saudades das dores do pós treino!" E carreguei. E fiz tudo com afinco. Saí da aula com as pernas e os braços a tremer. Ai. Até teclar me dói. Pelo sim pelo não amanhã vou evitar subir e descer escadas. Até porque amanhã tenho aula de Pump às 16h00. E vou!

11787485_939235666098737_358966536_n.jpg

 

Volta e meia...

... digo sim sem pensar!

Aceitei um convite para participar na última etapa da Volta a Portugal. Um passeio de bicicleta. De 34 kms!!! 

E depois caiu-me a ficha. Como raio vou eu fazer 34km de bicicleta se eu NUNCA ando de bicicleta?! 

Dizer que a única bicicleta que tenho é desdobrável e ainda só viu a luz do dia umas duas ou três vezes desde que a tenho (Natal de 2013!), explica muita coisa, verdade?!

Vai ser bonito!

passeiovolta1.png

 

 

 

Porque dizer adeus nunca é fácil

Ontem recebi a notícia que a avó Ana nos tinha deixado. A avó Ana não era minha avó, era avós dos meus "vizinhos do lado". Os vizinhos que conheci quando tinha 3 anos de idade. Os vizinhos que acompanharam o meu crescimento ( e eu o deles) e que se tornaram amigos para a vida. A Dª Glória fez muitas vezes (mais do que seria esperado) o papel de minha mãe. Passei muitos dias e muitas noites em casa dos "vizinhos do lado". Sentia aquela casa quase como minha. Nunca me senti visita, sentia-me como "mais uma filha". A Carla, a Sandra e o Ricardo brincavam comigo e partilhavam tudo comigo como se eu fosse irmã deles. Foram mais de 20 anos de cumplicidade. Depois elas foram estudar para fora e eu fui morar sozinha. Deixámos de ser vizinhos, deixámos de estar juntos como antes, mas nunca deixámos de ser amigos. Estivemos juntos em todos os momentos marcantes das nossas vidas. Em aniversários, em casamentos, em festas importantes. Hoje também estivémos juntos. Não foi um dia feliz nem animado, mas tinhamos de estar juntos. Como sempre. 

ombroamigo.jpg

 

 

 

Verão a prestações

IMG_3462[1].JPG

 

 

Este ano as férias são a prestações. Uns dias aqui, outros dias ali, mais uns quantos acolá.

A verdade é que já ando em contagem decrescente porque Agosto arranca com mais uns dias de descanso e eu mal posso esperar por me deitar ao sol, à beira da piscina onde a única coisa que se ouve é o piar dos passarinhos... e as gargalhadas das minhas filhas! 

 

#1

Não, isto não é um blogue de corridas!

Sim, a minha vida é uma autêntica correria e ando "sempre a correr" na expectativa de conseguir conciliar tudo.

Como diz a minha avó "quem corre por gosto não cansa" e por isso vou manter o ritmo, sorrir e seguir caminho.

Sejam bem vindos.